Conheça a Dieta da Proteína

Conheça a Dieta da Proteína

Basta uma celebridade surgir com o seu corpo mais enxuto para que as pessoas
iniciem a busca pela dieta que a ajudou conquistar “novas” curvas. Aliás, o mais
interessante disso é que as pessoas acabam descobrindo dietas eficientes
nesse processo de busca, como por exemplo a dieta da proteína, que
tecnicamente, é uma das dietas mais realizadas nos dias atuais para o alcance
da perda de peso.
Essa dieta consiste na diminuição radical do consumo de carboidratos – onde há
possibilidade de apenas consumir aqueles que tenham o baixo índice glicêmico,
não prejudicando o alcance do seu objetivo. Logo, a sua alimentação aumenta
a porcentagem de proteínas consumidas e, desde que sejam pobres em
gorduras.
Ainda não conseguiu entender como que funciona a dieta da proteína para que
comece a realizá-la na rotina? Continue lendo o artigo e aprenda as suas
regras.

Existem uma infinidade de dietas que prometem resultados milagrosos para
seu corpo, mas infelizmente são poucas que consideram o cuidado com a

saúde. No caso da dieta da proteína, pode-se dizer que ela não é apenas
eficiente para ter um emagrecimento amplo e saudável, como também para
aumentar sua saúde.
Essa dieta é uma das mais praticadas nos dias atuais e consiste em um cardápio
baseado em refeições com muitas proteínas, mas o principal seria a diminuição
do consumo de carboidrato – onde a dieta permite que o consumo dos mesmos
seja apenas quando tiver um baixo índice glicêmico, sem prejudicar a busca por
um corpo mais saudável e obviamente livre de gorduras prejudiciais ao mesmo.
Mas não são apenas os carboidratos que precisam ser “leves”, a dieta permite
o consumo liberado de apenas proteínas que são caracterizadas como
saudáveis, onde não tenham ampla quantidade de gorduras. Ou seja. Será
crucial analisar as proteínas com atenção, para que assim possa manter a sua
dieta balanceada.
Entenda que o “princípio” da dieta é que os alimentos proteicos demoram para
serem digeridos ou inclusive, absorvidos. Por essa razão eles acabam rendendo
uma saciedade prolongada para as pessoas, o que tecnicamente reduz a
chance de sofrer compulsões, como uma vontade de consumir os carboidratos
e doces.
Além disso, devido a demora na digestão desses alimentos, é comum que o seu
organismo tenha que gastar mais gorduras para produzir energia ao corpo e
por isso essa dieta acaba garantindo sua perda de peso relativamente mais
elevada.

Como funciona a Dieta da Proteína
Ao contrário de outras dietas, a dieta da proteína não tem restrições quanto as
quantidades dos alimentos, mas sim sobre o consumo de carboidratos e alguns
tipos de proteínas. O segredo da mesma é justamente reduzir carboidratos que
possuem alto índice glicêmico, assim como as proteínas que têm muita
gordura.
Logo, a ideia é que mude o seu cardápio por completo, mas sem precisar fixar a
quantidade dos alimentos ingeridos. Obviamente que o objetivo da dieta é ter

o aumento da saúde, por isso que a pessoa precisa ter consciência, evitando
uma compulsão alimentar que prejudique não apenas a dieta, mas o seu
organismo.
Existem algumas versões da dieta da proteína que possuem fases, totalizando
3 – que seriam a de secando de vez, reeducação alimentar e manter peso ideal.
As três fases possuem recomendações que visam melhorar a busca pelo
objetivo e que dessa forma pode se manter dentro da dieta – sem que se auto
prejudique.

  • primeira fase da dieta:
    A primeira fase precisa durar, no máximo, 15 dias. Neste sentido, o ideal é que
    a pessoa comece a consumir diariamente apenas 1.000 calorias diárias, levando
    em consideração as proibições (carboidratos pesados) e a ingestão de
    proteínas leves. Com isso, pode reduzir em até 50% do peso extra que tanto te
    incomoda.
  • segunda fase da dieta:
    Essa segunda fase dura 5 semanas, mas os princípios da mesma serão seguidos
    pelo resto de sua vida. Afinal, o objetivo é fazer a reeducação alimentar com
    um intuito de melhorar a saúde e claro, reduzir o seu peso. Assim comece essa
    fase consumindo 1.100 calorias e até chegar aos poucos num total de 1.500
    calorias.
  • terceira fase da dieta:
    A terceira fase tem como intuito manter a dieta da proteína e claro, o peso que
    foi conquistado. O ideal é seguir os ensinamentos da reeducação alimentar
    para manter o peso conquistado e elevar a sua saúde. Aos poucos pode
    consumir os carboidratos que foram proibidos, entretanto, deverá consumir
    em moderação.

Os alimentos permitidos e proibidos na Dieta da Proteína

Para que consiga seguir a dieta da proteína com eficiência e sem o risco de não
alcançar o objetivo que deseja, é crucial que respeite a lista de alimentos que
se tornam permitidos e os proibidos, para evitar essas compulsões
desnecessárias.
Na lista dos alimentos permitidos estão os que são ricos em proteínas e claro, a
qual sejam pobres em carboidratos. Assim, pode-se encontrar desde frutas, até
legumes, verduras e também carnes. Para melhor compor as suas refeições
será necessário se basear em três grupos de alimentos, as proteínas que
possuem a origem animal, as com origem vegetal e por fim as frutas – mas
apenas algumas.
Para te ajudar, considere alimentos como carnes de vaca, frango, bacalhau,
ovo, salmão, margarina, queijos, carne de porco, cebola, cenoura, repolho,
pimenta, couve, abobrinha, chicória, espinafre, rúcula, azeite, café, carambola,
morango, pêssego, limão, maçã, melão, mamão, laranja, pêra, abacate,
melancia e outros.
Já na lista dos proibidos é preciso ter uma atenção ainda maior, para que assim,
não prejudique toda a dieta. No caso, os alimentos proibidos tendem a ser ricos
em carboidratos, como o caso de cereais, legumes, frutas, tubérculos e
bebidas.
Contudo, são todos os cereais, legumes e outros que são proibidos, justamente
por isso será crucial conhecer a composição dos alimentos. Para te ajudar passe
a considerar os alimentos como o milho, pão, arroz, trigo, macarrão, mandioca,
farinha, ervilha, feijão, lentilha, caqui, uva, figo, coco, ameixa, beterraba, vinho,
refrigerante, cerveja, melado, bolacha, quibe, coxinha, bolos, maisena e outros.

Para que comece a seguir a dieta da proteína corretamente, sem causar riscos,
ou não conseguir alcançar o seu objetivo, procure pela orientação de médicos a
qual sejam de sua confiança. Assim, você pode seguir a dieta de forma saudável
e sem riscos para a sua saúde. Converse com o seu nutricionista, para que
possa ter o cardápio que também considere todas as necessidades do seu
organismo.

Deixe uma resposta

Fechar Menu